Notícias

Startups de Impacto: financiamento e crescimento no Brasil

20 de maio de 2024

O Sebrae divulgou recentemente relatório sobre as startups de impacto no Brasil, revelando os desafios enfrentados por essas empresas e destacando seu perfil e áreas de atuação. A pesquisa, realizada entre novembro e dezembro de 2023 com 408 empreendedores, oferece uma visão detalhada das barreiras e oportunidades no ecossistema de impacto.


Desafios de Financiamento e Crescimento

 

O maior desafio enfrentado pelas startups de impacto no Brasil é o acesso a capital. De acordo com o estudo, 37,5% das startups identificaram a necessidade de acessar investidores ou financiamento como crucial para seu crescimento e escalabilidade. Além disso, 18,38% das startups destacaram a importância de desenvolver uma estratégia de captação de recursos alinhada à missão da empresa. Menos de 15% das startups de impacto recebem recursos públicos, enquanto cerca de 35% são financiadas exclusivamente por seus fundadores. Amigos e familiares são responsáveis por aproximadamente 40% dos investimentos recebidos, o que indica a prevalência de fontes de financiamento informais.

Essa dificuldade de acesso a capital não é exclusiva das startups de impacto, mas é exacerbada pelo estágio de maturidade em que muitas dessas empresas se encontram. Quase metade das startups está em processo de incubação ou aceleração, muitas vezes sem faturamento significativo para atrair investidores mais robustos. A necessidade de apoio financeiro contínuo e estratégias de captação de recursos eficientes são vitais para superar essas barreiras e permitir que essas empresas cresçam e ampliem seu impacto.


Perfil e Áreas de Atuação das Startups de Impacto

 

O perfil das startups de impacto no Brasil é diversificado, mas algumas tendências claras emergem. Geograficamente, a maioria dessas empresas está concentrada nas regiões Sudeste (41,42%) e Nordeste (21,08%). Em termos de liderança, há uma presença significativa de mulheres, com 41% das startups tendo cofundadoras. No entanto, a diversidade racial ainda apresenta desafios, com 60% dos fundadores se declarando brancos e 35% negros ou pardos.

As áreas de maior atuação dessas startups incluem educação (13,53%), agronegócio (10,88%) e saúde e bem-estar (10,88%). Outras áreas relevantes são indústria e transformação, alimentos e bebidas, e tecnologia da informação.


Impacto e Monitoramento


Uma característica importante das startups de impacto é seu compromisso com a mensuração do impacto socioambiental. Cerca de 65% dessas startups possuem processos direcionados para avaliar o impacto que geram. No entanto, muitas ainda não realizam essas análises de maneira estruturada e recorrente, com quase 30% sem desenvolver uma análise de impacto precisa. Essa mensuração é crucial para ajustar estratégias, demonstrar valor e atrair investimentos adicionais.

Apesar dos desafios, o setor de impacto no Brasil está em crescimento. Em 2021, o volume total de investimentos em negócios de impacto foi de R$ 18,7 bilhões, um aumento de 60% em relação ao ano anterior. Esse crescimento reflete o crescente reconhecimento do potencial desses negócios em resolver problemas sociais e ambientais combinado com a geração de lucro.

O relatório do Sebrae destaca a importância de um suporte contínuo em financiamento, desenvolvimento estratégico e mensuração de impacto para as startups de impacto no Brasil. A colaboração entre empreendedores, investidores e instituições é essencial para criar um ambiente propício ao desenvolvimento sustentável e inclusivo no país.


Para mais detalhes, acesse o relatório completo do Sebrae aqui.

Compartilhe o nosso conteúdo:

Posts Recentes: